Psicologia – Aprendizagem Verbal II

Nos estudos de Aprendizagem Verbal existem certas tarefas que foram alvos de um grande numero de estudos e que estão associados a aprendizagem no dia a dia, nomeadamente:

  • Aprendizagem por evocação seriada
  • Aprendizagem de pares associados
  • Aprendizagem por evocação livre

A aprendizagem por evocação seriada (serial recall, no inglês) é estudada da seguinte maneira, apresenta-se ao sujeito uma sequência de itens verbais aos quais o sujeito deve evocar (recall) todos em ordem. Muitas situações cotidianas seguem este padrão, por ex., ao se decorar um numero de telefone, uma lista de produtos, o nome completo de alguém, o aprendizado do alfabeto, etc.

Ebbinghaus (1885) e Miller (1956) foram alguns dos investigadores desse tema, eles perceberam que um indivíduo consegue evocar uma série de até 7 elementos sendo eles apresentados uma únicas vez, para mais elementos, estes deveriam ser apresentados duas ou mais vezes. Podemos aventar um exemplo desse processo, números de telefones com mais que 7 elementos são normalmente citados em pequenos grupos (de dois em dois ou de quatro em quatro, por ex.).

Na tarefa de Pares Associados (Paired Associates) os estudos são na associação de dois itens, estimulo e resposta. Os itens são apresentados ao sujeito nesta associação e posteriormente apenas o item “estimulo” é apresentado novamente e o sujeito deve evocar o a resposta. As situações cotidianas que este tipo de tarefa aparece podem ser, o aprendizado de uma língua estrangeira, a associação entre o rosto e o nome de uma pessoa, o nome e um numero de telefone, países e suas capitais, etc.

Já na tarefa de Evocação Livre (Free Recall) é apresentado ao sujeito da investigação uma lista de itens aos quais ele deve evocar numa ordem qualquer. Desta forma é possível estudar quantitativamente os grupos evocativos criados pelo sujeito, a quantidade de itens em cada grupo e assim por diante. Tarefas do dia a dia que implicam esse tipo de processo consiste por ex., na elaboração de uma lista de compras, tarefas a fazer ou listas aleatórias, como nomes de frutas, pessoas, etc.

Estes três processos são importantes para explicar conjuntamente a forma que a mente se organiza e aprende, contudo o processo seriado e associativo foram mais usados na primeira metade do século XX e o processo de evocação livre na segunda metade deste século por contém mais relação com a psicologia cognitiva que passou a atuar mais fortemente nesta época. Neste processo o papel do sujeito na aprendizagem fica mais evidenciado e pode-se estudar a maneira como aprendizagem se estrutura e organiza cognitivamente pelos agrupamentos evocativos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s