Psicologia: Resolução de Problemas – Parte III – Gestalt

Continuando na área de Resolução de Problemas (RP), nos textos anteriores que escrevi apareceu a palavra Gestalt associada a isto, quero colocar algumas palavras que ilustrem melhor o que quero dizer e deixar um pequeno problema desafio para os leitores do blog.

A ideia, criminosamente resumida, da Gestalt é a da psicologia da forma, na área de resolução de problemas por ex., para se resolver um problema seria necessário mudar sua forma de ver o problema, mudar sua abordagem, ou seja, seu jeito de olhar para o problema, para professores e alunos de todos os níveis isso é muito importante, pois muito do que fazemos na escola (tanto professores como alunos) é resolver problemas, e se para os problemas mais difíceis a solução não vier logo, uma chance que você tem é mudando a forma de olhar para o desafio.

No livro A Estrutura das Revoluções Científicas de Thomas Kuhn, este autor trabalha a ideia da Gestalt no fazer ciência e mais especificamente nas revoluções que ocorreram ao longo do tempo, quando um paradigma foi substituído por outro. Nos termos de Kuhn, que alguns problemas da Ciência Normal e do período de crise de paradigma, só são resolvidos se vistos de uma forma diferente. Tem uma frase usada muito pelos Gestaltistas que é: “O todo é mais que a simples soma de suas partes.” Esta frase faz sentido e resume bem a ideia.
Um exemplo simples que quero deixar aqui de desafio é o clássico problema dos 9 pontos, que consiste em ligar os 9 pontos traçando apenas 4 retas. (tente antes de continuar a leitura).

.     .     .

.     .     .

.     .     .

Não dá pra resolver ele enquanto estiver vendo um quadrado! Ou seja, é preciso mudar sua forma de ver o problema para resolve-lo.

O Epistemólogo Gaston Bachelard em seu livro O Ar e os Sonhos diz:


“Pretende-se sempre que a imaginação seja a faculdade de formar imagens. Ora,
ela é antes a faculdade de deformar as imagens fornecidas pela percepção, é
sobretudo a faculdade de libertar-nos das imagens primeiras, de mudar as
imagens.” (Bachelard, 1990, p. 1)

Isso na minha opinião também carrega consigo a ideia da Gestalt.

Abaixo deixo alguns vídeos que tratam dessa temática.


Referências


KUHN, Thomas. A Estrutura das Revoluções Científicas. Perspectiva, São Paulo, 2007.
BACHELARD, Gaston. O Ar e os Sonhos. Martins Fontes, São Paulo, 1990.

Outras Leituras

  1. Psicologia: Resolução de Problemas – Parte I

  2. Psicologia: Resolução de Problemas – parte II

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s