Estudantes da USP devem pagar?

Apesar de saber da dificuldade de se aplicar isto, sou totalmente a favor (das duas ideias aliás). Para muitos abastados a Universidade não passa de um gerador de diplomas. É preciso mais consiência de que se está num orgão público. É a sociedade que está bancando os estudos destes abastados, e o que eles retornam para a sociedade? Não menos que a manutenção da estrutura ideológica do capital existente.

Leiam o texto abaixo do Gilberto Dimenstein

O candidato do PSB ao governo de São Paulo, Paulo Skaf, propôs que os estudantes mais ricos paguem mensalidades nas universidades estaduais – e, assim, a universidade teria mais dinheiro. É uma boa ideia?

Beira a impossibilidade uma chance de vitória de Paulo Skaf. Mesmo que eleito, não creio que ele tiraria o projeto do papel. Pelo menos num primeiro mandato.

Mas devo reconhecer que o candidato do PSB — um partido socialista — contribui com o debate ao propor um tema tão polêmico. Por causa das pesquisas de opinião, candidatos, em geral, tendem a ser repetitivos e evitar assuntos explosivos.

Concordo com a proposta. Rico deve pagar mensalidade para ajudar aos mais pobres. Mas sei como é difícil fazer disso realidade.

Já ficaria satisfeito se todos os alunos que ganham ensino superior gratuito e tivessem alta fossem obrigados a dar, em contrapartida, ajuda comunitária em suas especialidades. Mas os bobocas ideológicos devem achar essa ajuda neoliberalismo.

Anúncios

2 comentários

  1. Por mais bem intencionada que seja a idéia, não se pode esquecer que: (1) “o ensino público não é gratuito, mas sim financiado com o dinheiro dos impostos pagos”; (2) É o Estado que está em dívida com o cidadão e que deve retornar na forma de ensino público o dinheiro pago em impostos e não o contrário (o cidadão é que estaria em dívida para com o Estado); (3) existisse essa dívida para com o Estado de quem legitimamente adquiriu conhecimento em ensino público, então quem esteve toda uma vida em escola pública teria uma dívida maior para com o Estado do que quem sempre estudou em Escola particular.
    A lógica dos impostos está invertida aqui!!! Inconstitucional e com conseqüências desastrosoas justamente para quem frequenta escolas públicas que seria em tese eternos devedores do Estado, quem não seria mais nem Democrático, nem de Direito

    Curtir

  2. Discordo de Leidimar. Realmente o ensino público é financiado pelo dinheiro que pagamos ao governo. Mas a escolha de quem governa nosso estado é única e exclusivamente de cada um. Assim como nos Estados Unidos e no Japão, as universidades públicas são pagas. Acredito que essa discussão que Skaf levantou é muito pertinente e realmente precisa ser estudada. Mas num governo como os dos tucanos, que há 16 anos estão no comando de SP e pouco investiram na educação, não tem como. Precisamos renovar. Skaf pode sim fazer a diferença. Só para lembrar ele foi presidente do Sesi e Senai com muita competência.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s