Lição da greve da USP

Por Gilberto Dimenstein

A sociedade fica horrorizada diante das cenas de selvageria patrocinadas pela greve dos funcionários da USP –cenas que ganharam um símbolo devastador com a proibição pelos grevistas de uma criança de quatro anos usar o banheiro da creche, bloqueada pelos piqueteiros. Ameaça-se agora a invasão do centro de computação da universidade.

A principal lição disso tudo vai muito além da USP. O que está em discussão é crescente força dos servidores públicos, com seus sindicatos, colocando interesses corporativos acima dos interesses do coletivo.

Basta lembrar que neste ano o sindicato dos professores reivindicou aumento do absenteísmo, fim da promoção por mérito e das provas de conhecimento dos professores temporário.

Todos os dias, vemos como, em diferentes partes, são propostos novos benefícios a funcionários públicos, a começar de aposentadorias, inchando a folha de pagamentos — sem vermos retorno em eficiência.

Neste período eleitoral, se forem atender as reivindicações que estão no Congresso, vamos ter de trabalhar apenas para bancar os salários públicos. Aliás, já trabalhamos mais de quatro meses só para pagar impostos.

Como a economia vai razoavelmente bem, a população está anestesiada e desinformada, sem saber que mais o recurso público for usado para bons investimentos – educação, por exemplo – maior será o crescimento e a riqueza coletiva.

Anúncios

1 comentário

  1. Também acho que é por aí, companheiro. Aqui em Minas Gerais, já vi o SINDUTE fazer greve contra a incorporação das gratificações (neste ano de 2010, eles acabam de terminar uma greve A FAVOR da incorporação das gratificações). Diga-se de passagem, sou professor, mas fui contra a última greve da rede estadual que tivemos aqui no estado: os motivos alegados pelo sindicato eram todos infundados!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s