Saturno em dobro

Saturno em dobro

A partir de dados do observatório espacial Kepler, cientistas descobrem primeiro sistema planetário com mais de um planeta transitando a mesma estrela (Nasa)

30/8/2010

Agência FAPESP – Dois planetas semelhantes a Saturno e além do Sistema Solar foram descobertos por um grupo de cientistas a partir de dados obtidos pelo observatório espacial Kepler, da Nasa, a agência espacial norte-americana. Trata-se do primeiro sistema planetário com mais de um planeta transitando (“passando pela frente”) a mesma estrela.

O grupo também encontrou sinais de um possível terceiro, menor que Saturno mas maior do que a Terra. Os exoplanetas estão em órbita de uma estrela distante e de dimensão parecida com a do Sol. A descoberta foi publicada nesta quinta-feira (26/8) pela revista Science.

O observatório Kepler, lançado em março de 2009, tem como missão ajudar no descobrimento de planetas em órbita de estrelas distantes. A identificação é feita por meio da medição da diminuição da luz da estrela à medida que planetas passam em sua frente (transitam).

Matthew Holman, do Centro de Astrofísica Harvard-Smithsonian, e colegas analisaram sete meses de dados colhidos pelo Kepler, com observação de mais de 156 mil estrelas, e identificaram dois novos planetas, aos quais deram os nomes Kepler-9b e Kepler-9c.

Os planetas têm períodos de transição de 19,2 e 38,9 dias, respectivamente. Os períodos são instáveis, aumentando ou diminuindo em taxas de 4 minutos e 39 segundos por órbita.

Um planeta único orbita uma estrela de modo periodicamente preciso, mas, no caso dos planetas descobertos, as variações, segundo os pesquisadores, devem-se às fortes interações gravitacionais entre eles.

Levando em conta suas características gravitacionais e velocidade radial, os autores do estudo sugerem que os dois planetas são corpos de grande massa em órbita de sua estrela, denominada Kepler-9.

A partir da análise dos dados do observatório espacial, os cientistas também apontam a possibilidade de terem descoberto um terceiro planeta, com massa maior do que a da Terra. Esse planeta estaria em uma órbita mais interior, mas, segundo os cientistas, mais análises serão necessárias para confirmar a sua existência.

O artigo Kepler-9: A System of Multiple Planets Transiting a Sun-Like Star, Confirmed by Timing Variations (doi:10.1126/science.1195778), de Matthew Holman e outros, pode ser lido por assinantes da Science em www.scienceexpress.org.

Adicionar um comentário para este artigo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s