O Espaço é Real?

Quando entramos numa aula de física, mais especificamente de cinemática, logo vem o professor falar sobre ΔS. Normalmente aceitamos (professor/a e estudante) que o espaço realmente existe e assim poderemos fazer cálculos e seguir nossa vida tranquilamente.

Minha primeira tentativa de resposta segue o seguinte caminho, não recorro ao velho debate sobre a Realidade ou sobre o que é a realidade e considero o real como dado, ou melhor, o universo físico como definição do real.

Neste cenário considero o espaço como o palco onde os fenômenos acontecem. É o Local. É o Lugar de existência e desenvolvimento dos acontecimentos do Universo. Explico.

Para marcarmos um encontro neste Universo precisamos dar as coordenadas para a pessoa (ou seja lá o que for) que vamos encontrar. Sem usar referências sociais e/ou ambientais (Padaria, Praça, Parque, etc), teremos que nos remeter a quatro coordenadas, três coordenadas espaciais e uma coordenada temporal.

Vamos restringir um pouco nosso Universo e nos concentrar na Terra, além disso, para qualquer encontro é preciso que ambos os “encontrantes” estejam usando o mesmo sistema de referência, pois em sistemas diferentes o encontro não fará sentido algum. Assim como aquelas piadas onde alguém pergunta: “o que você vai fazer hoje” e você responde: “amarelo”.

Se o encontro for na superfície da Terra podemos economizar uma coordenada, a coordenada horizontal, mas se o encontro for nas proximidades da Terra sem ser necessariamente na superfície, teremos duas coordenadas que definem um lugar na horizontal e outra que define a vertical, falando de maneira simplificada, a altura do encontro. Sem falar é claro na quarta coordenada o tempo, por que se não definirmos essa coordenada o “seja lá o que for” que encontraremos pode ficar muito tempo esperando e não queremos isso (?!).

Estas são as quatro dimensões do Universo conhecido (sem considerar dimensões extra de teorias mais ousadas…), as três primeiras que citamos definem o que consideramos como o espaço.

Outra possível resposta questiona a definição do espaço como entidade real. Em que medida o espaço não é uma definição matemática criada pelo humano em forma de coordenadas para definir o local dos fenômenos de maneira algébrica ou geométrica? Nesta tentativa de resposta uma variável cultural entra em jogo de criação da entidade espaço pela consciência do Ser humano. Assim como a própria matemática é entendida por grande parte da ciência como uma construção histórica e humana, o próprio espaço também o seria.

Mas o que dizer da trajetória, do deslocamento, do caminho que percorremos a todo o momento? O que dizer que é a distância entre nossa casa e a padaria? É possível que nossa percepção esteja imersa demais na consciência de existência do espaço, de forma que não conseguiremos acreditar nesta possível resposta. E Aceitaremos a definição de espaço como algo real.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s