A Beleza da Ciência (ou Loop Infinito)

Hoje pela manhã, um pássaro próximo a janela, vibrou suas cordas vocais numa frequência muito específica, que viajou pelas moléculas de Oxigênio, Nitrogênio e gás carbônico em uma sinfonia de compressão e rarefação que chegou até os meus ouvidos fazendo uma ressonância com os tímpanos numa vibração perfeita. Esta vibração foi enviada para meu cérebro em um impulso elétrico e deste impulso emanaram outros tantos… um deles acessou o registro histórico-social que tenho guardado e que me diz que este som é bonito. Outro impulso foi para os músculos do meu braço direito, fez com que eu segurasse a caneta com certa força e, em outra sinfonia de movimentos e sinapses, escrevesse… Hoje pela manhã, um pássaro próximo a janela, vibrou suas cordas vocais… 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s