Assim na Terra como no Céu

O papel da Astronomia na forma como as pessoas viram o Mundo ao longo da história

Muito é dito sobre as famosas observações de Galileu Galilei em 1609 e 1610. Tais observações teriam causado grande impacto no mundo ocidental e na ciência especificamente. Não devemos de fato, diminuir esta eleição de Galileu como um dos mais importantes cientistas de todos os tempos.

Tivemos em 2009 o Ano Internacional da Astronomia para ratificar esta eleição, afinal foram 400 anos desde as primeiras observações astronômicas telescópicas. Ele não inventou o telescópio, mas foi provavelmente o primeiro a usar com fim astronômico e registrar suas observações. Contudo algumas observações não tiveram tanto impacto como é apresentado em muitos textos e materiais de divulgação. As observações das crateras da Lua e as Manchas do Sol, por exemplo, não tiveram grande efeito sobre mundo na época de Galileu. Isso por que o argumento usado, para dizer que estas observações eram muito importantes, é de que o céu e os objetos do céu são perfeitos (em contraste com a Terra que é imperfeita). Este argumento não vingaria.

Possivelmente sua observação mais importante tenha sido relacionada a Júpiter. Galileu observou este planeta por algumas noites tendo percebido que o padrão de pontos brilhantes ao lado de Júpiter mudava noite após noite (figura 1). Se a estrelas eram fixas estes pontos deveriam ser outra coisa.

Imagem

Figura 1 – Registros de Galileu

De fato ele concluiu que Júpiter deveria ter luas girando ao seu redor. Mas se tudo gira ao redor da Terra (ideia muito conveniente para a igreja), como poderia Júpiter ter luas girando em volta de si?

Acontece que a ideia de céu etéreo e perfeito já tinha perdido muito de sua força anos antes, em 1572 quando Tycho Brahe*, um astrônomo muito rico, usando instrumentos muito precisos e sem precedentes, como o sextante, o quadrante fixo e a esfera equatorial, criados por ele. Tycho observou uma estrela nova (que hoje chamamos de Supernova) e comparando com observação de outros astrônomos pôde concluir que a tal “estrela nova” estava além da Lua.

A Supernova é uma fase da evolução estelar, popularmente chamada de “morte da estrela”. Quando uma estrela muito grande esgota seu combustível dá fim a sua existência numa explosão gigantesca brilhando, por algum tempo, muito mais que brilhava antes. Para um observador distante que não podia ver esta estrela a olho nu, ela passa a ser visível no céu e dá a impressão de uma estrela nova que apareceu. De fato, ela não é nada nova, é muito velha e este brilho é a marca do fim da sua existência.

Cinco anos mais tarde apareceu um cometa no céu e Tycho também verificou que ele estava além da orbita da Lua. A orbita da Lua era o limite entre aquilo que é celeste (puro, etéreo, perfeito) e aquilo que é terrestre (que se deteriora e é imperfeito), então se estes objetos estão além da Lua é por que eles estão no “Céu”, mas a estrela que surgiu entre as “estrelas fixas” e o cometa que se movia entre “as esferas de cristal dos planetas” não são elementos perfeitos, imutáveis. Tais observações mostraram que mesmo o céu pode mudar e assim reduziu a ideia celeste aristotélica de perfeição. É como se estivéssemos invadindo o céu para descobrir suas sutilezas e limitações.

Desta forma as observações de Galileu, mostrando as imperfeições (crateras) da Lua, do Sol (manchas solares) e de Júpiter (luas), complementaram os argumentos de céu imperfeito e desferiram contra a igreja e a crença no geocentrismo (Terra no centro) um forte golpe. Mas não definitivo. Ainda se passaram bons anos até que o heliocentrismo (Sol no centro) fosse o modelo dominante de universo.

E talvez desse momento em diante a celebre frase tenha ganhado mais sentido, “Assim na Terra como no Céu”.

* Tycho foi uma espécie de chefe e padrinho de Kepler. Este trabalhou por muitos anos no observatório de Tycho e após sua morte herdou todos seus dados observacionais o que permitiu que formulasse suas famosas leis, as leis de Kepler.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s