Bolacha x Biscoito – o fim da polêmica

Estava no metrô do Rio de Janeiro hoje quando entram três pré-adolescentes, de uns 11, 12 e 13 anos mais ou menos. Elas entraram debatendo fervorosamente qual seria o certo, bolacha ou biscoito? A polêmica, como muitos sabem está mais na dicotomia Rio/SP do que nas palavras em si…

Uma das meninas, que parecia mais nova, mostrava em sua fala um leve sotaque de “orra meu” que a denunciava ainda mais que sua defesa da palavra bolacha como sendo a correta para se usar. Ela se agitava muito e usava a emoção, com braços balançando e tudo mais, para colocar seu ponto de vista.

Outra menina, do meio, defendia de leve a palavra biscoito sem muitos argumentos.

Mas o mais curioso era a menina mais velha que usava claramente o argumento de autoridade proveniente da sua idade superior as colegas e um fraco argumento legalista de que o certo é biscoito simplesmente porque está escrito na embalagem a palavra “Biscoito” (!!!). Fiquei pensando na introjeção do legalismo nos jovens e a nocividade disto para a sociedade.

Nestes momentos eu esqueço todo meu internacionalismo proveniente da minha orientação marxista-leninista-trotskista para buscar algum resquício de regionalismo que tenho para defender a palavra bolacha como representante oficial do alimento açucarado (bem vindo com chocolate) semi-gostoso e semi-principal dos cafés da manhã e da tarde dos paulista, ops, dos brasileiros.

A palavra bolacha faz muito mais sentido e nada mais justo que o único povo escolhido para não ter sotaque no Brasil para definir a forma certa de se falar!

Não importa que o google mostre o contrário, dizendo que a palavra biscoito aparece quase duas vezes mais na internet.

Número de vezes que as palavras bolacha e biscoito aparecem na internet
Número de vezes que as palavras bolacha e biscoito aparecem na internet

Não importa o que o Aurélio diga…

aurelio

Não importa o que o mundo diga…

nomundo

Não mesmo…

placa

Só importa que o senso de lógica dos paulista brasileiros que prevalecerá!

Agora me deem licença para eu tomar um café e comer um biscoito, droga! Bolacha!

1 Comment

  1. O Rio sempre copiou estrangeiros e submeteu-se aos colonizadores, era a sede do poder português. São Paulo sempre peitou e botou para correr todos os cobradores de imposto portugueses que se atreveram a ir lá. Rio, como sempre, submete-se a onda mundial, biscoito. São Paulo é único e original. Simples assim.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s