Aos Petistas de Outubro

pt-psdb-e-a-oligarquia-do-brasil

Durante o mês de Outubro presenciamos um fenômeno político interessante nas eleições. Uma quantidade muito grande de pessoas que se tornaram repentinamente defensoras do PT. São aqueles que estou chamando de Petistas de Outubro. Colocaram fotos no perfil, foram em atos, colaram broches na roupa, bandeiras nos carros, defenderam nos debates, chamaram a Dilma de guerrilheira e coração valente. Tudo isso em nome de uma oposição a direta em ascensão. Tudo para impedir que a direita defensora do capitalismo e das políticas antisociais chegasse ao governo.

pt-psdb-e-a-oligarquia-do-brasilNa época defendemos o voto nulo e denunciamos que o PT não é um partido de esquerda. O PT é um partido burguês! Tem sim diferenças em relação ao PSDB, mas ambos são partidos que defendem os interesses da burguesia. Suas políticas estruturais, defesa do capital, uso do aparato repressor (Lembrete: Lula criou a força de segurança nacional) etc, mostram sua política mais do que suas palavras ou seu programa.

Um partido deve ser um programa. Um partido é uma organização que representa uma classe. Sempre que ouvirmos que um partido vai governar para todos devemos denunciar a falácia. Não é possível governar para todos pois vivemos numa sociedade de classes e cada classe possui seus próprios interesses e seus próprios métodos para a conquista ou manutenção do poder.

Passada a eleição, a vitória apertada do PT fez com que muitos Petistas de Outubro se virassem contra mim (e outros defensores do voto nulo) para apontar a importância do seu voto útil para manter a direita longe do poder. Alguns atos da direita delirante pedindo intervenção militar reforçaram esta ideia. Será que o voto útil foi útil mesmo? E que veio logo depois?

A presidenta reeleita Dilma Rousseff começa a soltar os nomes das pessoas que ocuparão os ministérios do seu próximo governo. A primeira “surpresa” foi a indicação de Katia Abreu para o ministério da agricultura. Kátia uma conhecida defensora do agronegócio, para a ocupar um ministério no “partido da esquerda”. Se parasse por aí já teria sido muito!

Ontem tivemos mais algumas “surpresas” (uso as aspas pois não é surpresa nenhuma se entendermos o PT como um partido burguês que vai, obviamente, defender os interesses da elite), Gilberto Kassab para ministro das cidades. Isso mesmo companheiros, aquele prefeito de SP, o prefeito da especulação imobiliária, dos incêndios em favelas, simbolo da defesa do capital. E para fechar (fechar o texto, porque os ministério vêm mais por aí) temos o ministério da educação. Cid Gomes! O mesmo que acredita, e faz questão de dizer aos 4 ventos, que quem trabalha no funcionalismo público deve fazer isso por amor, quem quer ganhar dinheiro deve ir para a iniciativa privada.

O salário do professor da rede pública está entre os salários mais baixos entre as pessoas com formação superior. No ensino fundamental é 49% do salário dos profissionais com o mesmo nível de formação.Em SP, 22 horas-aula por semana rendem em torno de R$ 1400,00 (um dos piores salários do mundo). O professor realiza um trabalho no sistema de produção social. Desta forma deve ganhar bem pelo que faz, não deve fazer por amor. Pode sim ter amor no que faz, mas precisa pagar suas contas como qualquer pessoa, têm filhos, dívidas, casa etc. E precisa se sustentar! É baseado neste tipo de argumento do Cid Gomes que o salário do profissional da educação chegou ao absurdo que é hoje. Agora temos uma pessoa com este tipo de pensamento liderando o ministério da educação. Quais devem ser as políticas implementadas por este senhor? Devemos estar preparados.

O PT apenas está provando por a + b que é um partido burguês, que segue aos interesses da burguesia e não se intimida em rebaixar qualquer proposta de governo em nome da governabilidade. Ainda nem tomou posse, mas já mostrou a que vem neste próximo governo. A crise mundial de 2008 ainda está em curso, foi apaziguada por algumas medidas paliativas, mas tende a se aprofundar no próximo período. O sistema do capital obrigará as empresas a fazerem arrochos salariais e precisarão de mais dos investimento e doações do dinheiro público. Sendo assim o governo terá que economizar em algum lugar, será nas políticas sociais.

Não sejamos mais enganados. Convoco os/as camaradas de esquerda que apoiaram este partido nas eleições para lutar contra ele e sua política burguesa.

Pela construção de um verdadeiro partido classista dos proletariados.

Obviamente esta é apenas uma nota pessoal sobre o Partido dos Trabalhadores. O Partido Operário Revolucionário está lançando este mês um jornal inteiro dedicado a avaliar a trajetória do PT, desde sua fundação até os dias de hoje, trazendo textos escritos em diversos períodos. Quem quiser entender melhor todas estas questões, deve adquirir este jornal para sua leitura.

Referência

Partido Operário Revolucionário: http://pormassas.org/

Dieese: http://www.dieese.org.br/notatecnica/2014/notaTec141DocentesPnadvf.pdf

1 Comment

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s