Vamos imaginar por um instante que deus exista…

⁠⁠Vamos supor por um milionésimo de segundo que deus exista.

Vamos supor este absurdo só por um instante… É válido pensar um pouco nisso, afinal sempre brota a pergunta: “se deus existe, porque existe maldade no mundo? Por que o mundo está assim?”.

Aí o crente (qualquer um que creia) responde com um bom e sonoro “livre arbítrio”.

Esta resposta me parece tão poderosa… é o trunfo na manga daqueles que tem amiguinhos imaginários. Serve para quase tudo.
Sinto que poderia usar essa expressão no meu dia a dia e me livrar das mais constrangedoras perguntas.

– que dia é hoje?
– livre arbítrio!

– como você chegou aqui tão rápido?
– livre arbítrio!

– me dá uma moeda para eu comer um lanche senhor?
– livre arbítrio!

– qual é a resposta para a vida, universo e tudo mais?
– 42! Ops… livre arbítrio!

Então se pensarmos que existe um ser superior que sabe de tudo, faz tudo, com poderes inimagináveis para mudar tudo, provido de bondade e vontade de fazer do mundo um lugar feliz… se este cara existe… ele só pode estar de férias neste momento!
Pior. Ele está de férias e deixou um estagiário no lugar dele. Deixou um outro ser em treinamento. Sem experiência, incapaz para o cargo, incompetente mesmo, que está fazendo um monte de merda… esse outro cara é normalmente chamado de deus…

É claro que não passa de uma brincadeira com os estagiários. De fato existe por aí muitos estagiários melhores que os chefes. Mas a analogia aqui é meramente ilustrativa e muito eficiente.

Sério mesmo… imagina um chefe que sai de férias e deixa o pequeno inexperiente cuidando dos negócios e a primeira coisa que ele faz é ter um descuido que derruba no chão uma prateleira de troféis de vidro que estava na parede… pois é. O estagiário lá de cima pegou o cargo e já deixou escapar um meteoro. Bum! Tchau dinossauros…

O ser superior cuidou de tudo muito tranquilamente por mais de 13 bilhões de anos. Na boa. Nenhum problema com gravidade (tsc que trocadilho ruim). Criou o universo… fez de um jeito que não deixasse vestígio… não interagiu muito… um belo trabalho.
Aí resolve descansar um pouco, o estagiário assume e resolve fazer experiência com meteoros e dinossauros.

E pra piorar. Pensou… “vou criar um ser humano”. Nada demais. “Só pra ver o que vai dar aqui”.
Até tentou ser cuidadoso…
“Vou criar esse serzinho só num planetinha insignificante do universo. Ninguém vai nem notar. Vou criar ele aqui num pedaço pequeno do planetinha. Esse continente aqui está ótimo. Vou chamar de África e criar o ser humano aqui. Ele não vai se espalhar…”

“Vou criar dois tipos deles… assim vão poder interagir, conversar, brincar, fazer outros deles sem eu precisar ficar sujando minha mão com barro toda vez…”. Mas por algum motivo desconhecido não foi muito com a cara de um dos seres humanos que ele mesmo criou. Deve ter achado o cabelo dela mais bonito que o dele, as curvas do corpo… sei lá. Só sei que deve ter ficado com inveja e Bam! Toma isso: Menstruação! “Vai sangrar todo mês…”

eaaae-acriacaodeadaomichelangelo
Será que rola alguma predileção?

Um estagiário no comando de uma empresa não conhece bem as relações de poder. Deixa entrar quem não deve. Deixa outros estagiários fazerem festa. Criarem regras. E isso costuma dar merda.
O pequeno tonto lá em cima deixou um monte de outros estagiários mandarem. Dividiu as pessoas. Uns criaram umas coisas bizarras tipo… tipo… meditação. (ou Prato de comida na rua. Dança na chuva. Corta o braço do fulano. Se exploda e ganhe virgens).

Pensem na situação em que a Terra se encontra. Se eu fosse um crente (aquele que crê), eu teria vergonha em dizer que deus existe. No mínimo eu NÃO diria que ele pode tudo. Por que se pode e deixa essa merda toda acontecer é um belo canalha. Mas se for um estagiário tudo bem. Ele está aprendendo. E nós somos apenas o ramster do chefe que o estagiário esqueceu de dar comida e que vai morrer de fome.

(Mas não tem problema. Antes do chefe voltar ele vai lá no pet shop comprar um igual e por no lugar. Nem vai notar)

Estagiário é foda mesmo. Inventou Pokemon! Aí só pra sacanear e ficar rindo dos idiota aqui inventou Pokemon GO!

Muitas vezes é distraído. Fica assistindo vídeo de mulher pelada e não faz o trabalho direito. Mas porra! Imaginem como deve ser difícil e confuso para nosso estagiário lá em cima.

Ele tá lá, vendo aquele filmão quando chega um email do Neymar pedindo ajuda pra bater aquele pênalti.
“Senhor me ajuda a fazer esse gol”
Ele se sente o cara. Primeiro porque foi chamado de senhor (faz aquela cara de fuck yeah!). Depois porque é a chance de ser útil e ajudar alguém.
Aí ele abre o aplicativo de controle do mundo e digita “FAZER GOL”.
Comemorou junto com a torcida e com o Neymar (aquele dedinho apontando pra ele… aqueles olhos…) e no meio da comemoração vê que tem um email no spam. Abre o email e…
“Puta merda… fudeu”. Era email do goleiro.
“Senhor me ajuda a pegar esse pênalti… já fui avisado que se perdermos hoje serei demitido…”
Ele até tenta digitar no aplicativo: “anular gol”, mas aí já era tarde. A merda tava feita. Goleiro desempregado. Neymar mais rico. Torcida feliz. Torcida triste.

Todo mundo acha que ele está apontando para deus, mas nem é isso… ele está contando: “mais 1 milhão na conta!”

 

(sem dizer que quando foi ver o email do goleiro viu mais uns milhares de emails no spam: selecionar todos > deletar)

Estagiário fica no Paint o dia todo fazendo desenhos aleatórios quando não tem o que fazer.
Pois é. Ornitorrinco.

Quando o estagiário e muito abusado rola até uns nepotismos, assédios e outras merdas.
Encheu a sala do chefe de água. Matou um monte de bichinho de estimação. Colocou os preferidos num Barquinho. Deixou infestar de inseto. Matou mais bichinhos (1.000 a direita e uns 10.000 mil a esquerda… ou foi o contrário?). Assediou uma mina casada. Colocou o filho pra trabalhar. Deixou o filho ser mandado embora sem justa causa. Praticou bullying com uma galera.

As vezes assina umas contratações sem olhar o currículo do sujeito… quando vai ver o cara é especialista em estragar todo o trabalho que ele desenvolveu até agora. Foi assim com um tal de Giordano Bruno, mas aí despediu o cara na mesma hora (dizem que tiveram uma discussão bem quente). Outra vez contratou um cara que fodeu muito mais o trabalho dele. Charles Darwin era o nome do sujeito. Vish, o chefe/estagiário está até hoje tentando explicar as coisas que esse cara fez.

Ta ferrado pra explicar isso…

Fico pensando no que vai acontecer quando o chefão voltar. Mas aí lembro que se ele trabalhou por 13 bilhões de anos, quanto tempo essas férias vão durar? O mano que tá lá agora tá meio enrolado… perdendo o controle. 7 bilhões de pessoas… muita treta… muita fome… muita miséria… umas ficando meio putas com ele… boa parte são daquelas que sangram todo mês e que ele fez de alvo na brincadeira de apedrejar.

Falei que era pra imaginar a existência de um ser superior por um breve instante e acabei me empolgando. O breve instante acabou e a explicação mais fácil e convincente pra essa merda toda que vivemos no mundo é que somos nós por nós mesmos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s