Sobre namorados, classes sociais e tatuagens

Hoje é o dia dos namorados.
Dia é a medida de tempo de uma volta da Terra em torno do Sol, pode ser dia sideral (uma volta em relação a passagem de uma estrela pelo meridiano) ou Solar (uma volta em relação ao Sol).
Sol é a estrela que ilumina a Terra e fornece quase toda a energia para nossa existência.
Namorados são duas pessoas que se gostam, trocam presentes (muitas vezes ursos de pelúcia, flores (não da ilha) e muitas vezes cartões de papel), protegem um ao outro, se cuidam independente da situação, um bom exemplo deste tipo de relacionamento pode ser a relação entre o Gilmar Mendes e o presidente Michel Temer.
A origem dos ursos de pelúcia remonta a um presidente estadunidense que caçava ursos, ou seja atirava neles para matar, e ficou com dó de um deles, o Teddy. Estadunidense é alguém que nasceu nos Estados Unidos da América um país do hemisfério norte do planeta Terra, o mesmo que dá uma volta em torno de si com relação ao Sol ou alguma estrela em 24 horas ou em 23h56m04s. Hemisfério é a metade de uma esfera, apesar do planeta Terra não ser uma esfera dizemos que possui dois hemisférios, norte e sul.
Cartões de papel são usados para escrever palavras que muitas vezes não queremos ou não sabemos dizer. São normalmente utilizados em datas comemorativas como o dia dos namorados. São feitos de papel que por sua vez foi feito de uma árvore que por sua vez foi extraída de uma floresta. Floresta é uma região do planeta Terra com alta densidade de árvores. Densidade é massa dividido por volume.
No Brasil (país do hemisfério Sul), o dia 12 de Junho foi escolhido para ser o dia dos namorados por ser um dia antes do dia de santo antônio (13 de junho), santo casamenteiro (formador de família). As famílias têm muitas composições, uma delas é a composição pai e filho. O atual prefeito de São Paulo João Doria Jr, tem um pai, João Doria pai o verdadeiro criador do dia dos namorados no Brasil, numa simples jogada de marketing (abaixo). Santo é o nome dado para uma pessoa que teve boas ações em sua vida e promoveu algum tipo de milagre segundo a tradição igreja católica. Santo também é o nome dado pela empresa Odebrecht, em seus relatórios de propina, para Geraldo Alckmin, Governador do estado de São Paulo, um estado do Brasil que por sua vez é um país do planeta Terra, que recebeu da ordem de 10 milhões de reais  sem nenhuma punição. Punição é uma espécie de castigo. Algo que alguém que não é santo deve receber, segundo a tradição católica. Propina é um dinheiro recebido ilegalmente que passa ser sua propriedade.
As palavras chaves deste parágrafo foram: tradição, família e propriedade.
An--ncio1
Propaganda do João Dória pai
Santo Antônio é o santo dos casamentos. Casamento é o que costuma vir depois do namoro, a outra opção bastante utilizada pelos namorados é o término do namoro (que por sua vez é seguido, muitas vezes, de bloqueio no facebook). Uma etapa mais séria do relacionamento, onde além dos presentes e maior intimidade o casal também passa a pagar as contas juntos e na maioria dos casos um passa o outro no seu nome numa folha de papel, o mesmo tipo de papel usado pela empresa Odebrecht para colocar o nome do Santo (em seu nome?). Um bom exemplo desse tipo de relacionamento, o casamento, pode ser facilmente encontrado no sistema capitalista, é o que a burguesia tem com o Estado. A emenda constitucional de corte de gastos públicos por 20 anos, as reformas da previdência e trabalhista, mostram claramente que o Estado é quem paga as contas da burguesia, enquanto esta por sua vez alimenta os gerenciadores do Estado com muitos benefícios, um belo exemplo de casamento bem sucedido.
Burguesia é uma classe social. Embora muitos grupos e intelectuais neguem sua existência, elas são bem palpáveis para quem sabe ler, escrever e estudou um pouco de história. As classes sociais existem, diferentemente dos santos.
Paraisopolis_1_1224
Foto Tuca Vieira
As classes sociais são grupos da sociedade capitalista que lutam pela busca da hegemonia. No atual cenário político a burguesia é a classe social dominante, é aquela que detêm os meios de produção, produção usada para criar os bens de consumo da população, por exemplo, o papel e os ursos de pelúcia.
A classe que se opõe a burguesia é chamada de proletariado. Michel Temer, Gilmar Mendes, Geraldo Alckmin são defensores da burguesia, já a citada Odebrecht é uma empresa cujos donos são burgueses e não são santos. Já a maioria dos namorados que no futuro colocarão o nome um do outro no papel são da classe proletária. Aquela que não possui os meios de produção, mas que possui o corpo e um pouco de energia (vinda do Sol, para uma planta, que deu um alimento, que ele comeu e deu energia) para trabalhar e assim produzir, o papel, as flores e os ursos de pelúcia. Muitos namorados não conseguem comprar sequer um urso de pelúcia e outros nem um cartão de papel.
Para escrever no papel, aqueles que conseguem comprar e que acham que isso tem alguma utilidade ou significado, usam tinta. Tintas são feitas de substâncias extraídas da natureza. Natureza é tudo aquilo que é natural, incluindo as leis da físicas, mas o termo é mais usado para fauna e a flora do planeta Terra, incluindo as florestas e excluindo os santos que não são naturais.
As tintas são usadas em canetas esferográficas para escrever no papel ou em máquinas de tatuar para escrever nas testas. Tatuagem é um simbolo milenar, e no Brasil remonta aos povos originários, também chamados de índios, que viviam nas florestas, não usavam papel, não caçavam ursos, não recebiam propina, não comemoravam o dia dos namorados e nem conheciam o conceito de santo (ao menos até 517 anos, 1 mês e 20 dias, quando este conceito começou a ser apresentado para eles).
Apesar dos índios (os poucos que sobraram), as florestas, os proletários, o Santo, o Gilmar Mendes, o Michel Temer e o tatuador de testas fazerem parte do mesmo planeta. Eles não fazem parte da mesma classe e esta diferença faz com que tenham interesses radicalmente diferentes. O nome que se dá para os diferentes interesses dentro do sistema capitalista é luta de classes.
Algumas pessoas apesar de estarem muito mais próximas do garoto tatuado na testa do que do dono da Odebrecht, não se reconhece na classe proletária. Para isso é dado o nome de alienação, mesmo processo que faz com que as pessoas acreditem em eleições, em santos ou comprem ursos de pelúcia. Mas isso já é outra história.
P.S. Aliás, história é uma matéria ensinada na escola e nos livros (feitos de papel), onde é mostrado o que já aconteceu há muitas rotações da Terra atrás, para aprendermos com erros e acertos do passado e assim criar um futuro melhor.
P.S2 Obviamente inspirado no documentário Ilha das Flores.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s