Comentário sobre o Bolsonaro no Roda Vida

Camaradas, falar do Bolsonaro nessa altura do campeonato é chover no molhado.

O que devemos perceber é que as 3 entrevistas mais bizarras do Roda Viva dos últimos tempos, na minha opinião, foram: Temer, Mendonça Filho (ministro da educação) e Alckmin.

Isso pq nestas entrevistas a preparação foi tal que eles não foram questionados pelos entrevistadores. Os entrevistadores mais pareciam levantadores de rede do voleibol. Cada pergunta era uma levantada de bola para os canalhas cortarem.

Enquanto vocês continuarem com essa verborragia toda com o “mito”, a burguesia orgânica nada de braçada. Quem vocês acham que a CNI e FIESP vão apoiar? Quem vocês acham que a burguesia internacional vai apoiar?

A luta classista não deve ter foco nesta mula de duas pernas que é o Bolsonaro. A luta deve ser para varrer as reformas que atacam a vida dos explorados (Lei do teto para saúde e educação por 20 anos, lei de terceirização, reforma trabalhista, reforma do ensino médio/BNCC e reforma na previdência).

No máximo ele está sendo muito útil para desviar o foco de qualquer resistência real neste momento de crise.

Já quase posso ver, num possível segundo turno, uma galera votando no Alckmin para que o Bolsonaro não se eleja. E só o fato de pensar isso (e até já ouvi de algumas pessoas), mostra o quão longe estamos de uma saída verdadeiramente classista, que abandona as ilusões democráticas eleitorais e parlamentares. Que coloca o explorados e oprimidos do mundo diante de sua tarefa histórica, tomar o poder em suas próprias mãos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s